A Bibliotecária de Auschwitz – Atonio G. Iturbe

Oi, tudo bem?

Achei o item “Um livro baseado inteiramente em sua capa” bem difícil de entender, supus que seria uma capa que conta a história do livro, então li A Bibliotecária de Auschwitz. Ganhei esse livro no amigo secreto da empresa e por coincidência ele estava na minha lista mental de livros para ler, claro que fiquei super feliz quando abri o embrulho.

  • Um livro com mais de 500 páginas
  • Um romance clássico
  • Um livro que virou um filme
  • Um livro publicado este ano
  • Um livro com um número no título
  • Um livro escrito por alguém com menos de 30 anos
  • Um livro com personagens não humanos
  • Um livro engraçado
  • Um livro de uma autora feminina
  • Um mistério ou thriller
  • Um livro com um título de uma palavra
  • Um livro de histórias curtas
  • Um livro que se passa em um país diferente
  • Um livro de não ficção
  • O primeiro livro de um autor popular
  • Um livro que não leu ainda de um autor que você ama
  • Um livro que recomendado por um amigo
  • Um livro ganhador do prêmio Pulitzer
  • Um livro baseado em uma história real
  • Um livro que está no final da sua lista
  • Um livro que sua mãe adora
  • Um livro que te dá medo
  • Um livro com mais de 100 anos
  • Um livro baseado inteiramente em sua capa
  • Um livro que você deveria ter lido na escola mas não leu
  • Um livro de memórias
  • Um livro que você leia em um dia
  • Um livro com antônimos no título
  • Um livro que se passa em algum lugar que você sempre quis visitar
  • Um livro que foi lançado no ano em que você nasceu
  • Um livro com uma crítica ruim
  • Uma trilogia
  • Um livro da sua infância
  • Um livro com um triângulo amoroso
  • Um livro que se passa no futuro
  • Um livro que se passa no ensino médio
  • Um livro com uma cor no título
  • Um livro que te fez chorar
  • Um livro com magia
  • Um romance gráfico
  • Um livro de um autor que você nunca leu
  • Um livro que você possui e nunca leu
  • Um livro que se passa em sua cidade natal
  • Um livro que originalmente foi escrito em outra língua
  • Um livro que se passa durante o Natal
  • Um livro de um autor com as mesmas iniciais que as suas
  • Uma peça
  • Um livro que foi proibido
  • Um livro baseado ou que se transformou em uma série de TV
  • Um livro que você começou e nunca terminou

Dita Adlerova de 14 anos, é judia e tenta sobreviver no campo de familiar Auschwitz-Birkenau na Polônia enquanto a guerra ecoa do lado de fora. Nesse campo de concentração há presos judeus, homossexuais, assassinos, ladrões e comunistas, e todos são forçados a trabalhar, cada um é resignado a um trabalho no dia em que chegam, têm que levantar muito cedo e realizar trabalhos muitas vezes braçais e suas refeições consistem de uma sopa (se é que podemos chamar assim) muito aguada que se der sorte talvez encontre um pedacinho de batata flutuando e no jantar recebem um pão velho e duro junto com a sopa.

DSC_0167 editadsa

Quando os trens de presos chegam aos campos de concentração comuns (que não são familiares) os idosos, as grávidas, os doentes e as crianças vão direto para as câmaras de gás e as pessoas aptas a trabalhar vão para o campo, mas Auschwitz-Birkenau é diferente, as famílias podem ficar juntas, mas ninguém sabe por que os nazistas tão cruéis resolveram deixar que crianças pequenas que não podem trabalhar podem sobreviver pelo menos por enquanto.

Antes de ir para o campo familiar, os presos são mandados à cidade de Terezín, e lá Fredy Hirsch que sempre teve uma forte conexão com atividades físicas, cria grupos de jovens para distraí-los praticando esportes e organizando campeonatos de futebol entre os presos e os guardas da SS. Como Hirsch tem essa paixão por ensinar as crianças, assim que chega a Auschwitz, com autorização dos guardas cria o Bloco 31, para manter as crianças entretidas para que não atrapalhem o trabalho dos pais, pelo menos isso é o que diz à SS, mas na realidade ele mantém ali uma escola clandestina, com professores, assistentes, alunos e até livros clandestinos que são terminantemente proibidos.

DSC_0171 (2) editada

Dita que sente muito amor pelos livros, quando descobre que ali é mantida uma biblioteca secreta, pede para que Hirsch a coloque como responsável pelos livros do bloco, ele aceita e ela se torna a bibliotecária do bloco 31, mas esse é um emprego muito arriscado. Um dia quando uma inspeção surpresa acontece no barracão, a garota que está escondendo livros embaixo da roupa, escapa do olhar minucioso do Doutor Mengele por muito pouco, então decide pedir para uma mulher que realiza trabalhos de costura que faça bolsos internos em seu vestido para poder armazenar os livros sem que sejam percebidos. Mas Mengele, um médico louco que adora fazer experimentos em crianças judias, fica de olho em Dita, e a ameaça.

Sob o olhar de Mengele e tendo que esconder seus preciosos livros, ao mesmo tendo Dita tem que lutar com a fome e a perda constante de amigos e familiares devido às muitas doenças que se espalham rapidamente pelo campo.

O autor mostra a visão de várias personagens, como a de Fredy Hirsch, e Rudi Rosenberg, judeu secretário de Auschwitz que se apaixona por uma das assistentes do bloco 31. Como romance baseado em uma história real, é bem fiel à verdadeira Dita, que se chama Dita Kraus.

Sempre que um livro acaba, fico me perguntando o que acontece depois na vida dos protagonistas, achei que esse livro seria assim e já estava me preparando para fazer uma exaustiva busca na intenet, mas o autor Antonio G. Iturbe narra no final como foi escrever o livro, os lugares que teve que percorrer para investigar a história, o que aconteceu com cada personagem importante e até os livros que leu para sua pesquisa. Muito completo, é uma leitura muito boa para pessoas de todas as idades, é triste, mas nada que nos faça chorar e retrata muito bem o que muitos livros sobre a Segunda Guerra não fazem que é mostrar exatamente como era a vida dentro de um campo de concentração.

 

Beijos e até a próxima.

10271465_869513856448162_1771705972629482592_n

Carolina Bicciato

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s