Marilices Experimenta: Nyã Baobá – Americana/SP

Olá pessoal!

Semana passado eu o Guilherme fomos novamente em um dos nossas restaurantes preferidos de Americana, o Nyã Baobá ou Baobá como chamamos. Resolvi fazer a segunda tentiva de gravar um vídeo mostrando para vocês como é o lugar e tals, espero que gostem e para os próximos quero ver se consigo falar algo e interagir mais.

O lugar é bem bonito e aconchegante. Não tem um preço tão abusivo e a comida é muuuito boa. 0011-GUI_6703 0012-GUI_6705 0016-GUI_6714Apesar de já termos ido diversas vezes e experimentado outros pratos, esses são os nossos preferidos.  0017-GUI_6717 0022-GUI_6732

Eu não lembro perfeitamente o valor dos pratos mas é algo em torno de R$50/60.

Alguém aí conhece? O que vocês acham do lugar? Me contem aqui nos comentários.

Endereço Baobá

Rua Fortunato Faraone, 450 Jd. Girassol – Americana/SP
(19) 3648.8000

Facebook

Espero que tenham gostado.

Beijão e até a próxima!Icone Marilia

Anúncios

Simplesmente Acontece – Cecilia Ahern

Oi, tudo bem?DSC_0004 editada cópiaEu já estava querendo ler Simplesmente Acontece da Cecilia Ahern há um tempo, mas não estava muito inclinada a ler romances. Fazia tempo que não lia esses livros bobinhos. Pra quem não sabe, Cecilia Ahern é a mesma autora de P.S. Eu Te Amo, já havia lido outro livro dela que se chama A Vez da Minha Vida, que gostei bastante. Decidi colocar Simplesmente Acontece em “Um livro que se passa em algum lugar que você sempre quis visitar”, porque é ambientado na Irlanda, e um dia eu ainda vou pra lá.

  • Um livro com mais de 500 páginas
  • Um romance clássico
  • Um livro que virou um filme
  • Um livro publicado este ano
  • Um livro com um número no título
  • Um livro escrito por alguém com menos de 30 anos
  • Um livro com personagens não humanos
  • Um livro engraçado
  • Um livro de uma autora feminina
  • Um mistério ou thriller
  • Um livro com um título de uma palavra
  • Um livro de histórias curtas
  • Um livro que se passa em um país diferente
  • Um livro de não ficção
  • O primeiro livro de um autor popular
  • Um livro que ainda não leu de um autor que você ama
  • Um livro recomendado por um amigo
  • Um livro ganhador do prêmio Pulitzer
  • Um livro baseado em uma história real
  • Um livro que está no final da sua lista
  • Um livro que sua mãe adora
  • Um livro que te dá medo
  • Um livro com mais de 100 anos
  • Um livro baseado inteiramente em sua capa
  • Um livro que você deveria ter lido na escola mas não leu
  • Um livro de memórias
  • Um livro que você leia em um dia
  • Um livro com antônimos no título
  • Um livro que se passa em algum lugar que você sempre quis visitar
  • Um livro que foi lançado no ano em que você nasceu
  • Um livro com uma crítica ruim
  • Uma trilogia
  • Um livro da sua infância
  • Um livro com um triângulo amoroso
  • Um livro que se passa no futuro
  • Um livro que se passa no ensino médio
  • Um livro com uma cor no título
  • Um livro que te fez chorar
  • Um livro com magia
  • Um romance gráfico
  • Um livro de um autor que você nunca leu
  • Um livro que você possui e nunca leu
  • Um livro que se passa em sua cidade natal
  • Um livro que originalmente foi escrito em outra língua
  • Um livro que se passa durante o Natal
  • Um livro de um autor com as mesmas iniciais que as suas
  • Uma peça
  • Um livro que foi proibido
  • Um livro baseado ou que se transformou em uma série de TV
  • Um livro que você começou e nunca terminou

Antes de mais nada, quero falar que tem um filme baseado no livro de mesmo nome (Love, Rosie em inglês), e eu gostei mais do filme que do livro, já explico porque.

Rosie e Alex se conheceram na escola quando eram crianças e ficaram muito amigos, eles não têm outros amigos, o que torna a relação deles ainda mais forte. Logo na primeira página, Rosie convida Alex para seu aniversário de 7 anos.

Quando estão no último ano da escola, Alex se muda para Boston devido à uma oportunidade de emprego de seu pai. Rosie e Alex continuam se correspondendo por cartas e mensagens. No dia do baile de formatura da escola, Rosie deveria ir ao baile acompanhada por Alex, mas o voo de Boston para Dublin é cancelado, e todos os outros voos estão lotados. Sem seu melhor amigo, Rosie consegue um parceiro de última hora: Brian Chorão, um garoto que ambos odiavam, e foi a única pessoa que ainda não tinha companhia. Por Rosie odiar tanto Brian, acaba ficando muito bêbada para suportar a noite e comete o erro de perder a virgindade com o cara mais chato do colégio.DSC_0013 editadaAlguns dias depois do episódio, Rosie de apenas 17 anos, descobre que está grávida, o que arruína seus planos de ir para a Boston College e estudar para no futuro ser gerente de um grande hotel, o que sempre foi seu grande sonho. Rosie ama hotéis e tudo que há neles, como pode ser bem sucedida na área hoteleira se nem pode ir para a faculdade?

Como o livro é narrado apenas pelos registros documentados, tais como cartas, e-mails, chats e cartões, avançamos no tempo bem rápido, e logo vemos que Rosie deu à luz à linda Katie, mas ainda mora na casa de seus pais, logo percebe que já é mãe e continua sendo um peso para sua própria mãe, decide ir morar sozinha com sua filha, e consegue um emprego em uma empresa que faz clipes de papel. Lá, conhece Ruby que é bem mais velha, mas que se torna sua melhor amiga. Enquanto a vida de Rosie está estagnada, a de Alex está indo muito bem, está fazendo medicina e quer se tornar cirurgião. Na faculdade, Alex conhece Sally, que se torna sua esposa e eles têm um filho chamado Josh.

Rosie está namorando Greg (Qual-é-mesmo-o-nome-dele é como Alex o chama) e como Greg é gentil e gosta muito de Katie, as duas se mudam para seu apartamento e vivem felizes durante um tempo. Mas Rosie descobre que ele está tendo um caso com outra mulher, e mesmo assim decide lhe dar outra chance. Só alguns anos depois, quando descobre que ele estava a traindo novamente, o manda embora de casa e tem que recomeçar sua vida com Katie. Como todo término de relacionamento, Rosie decide viver uma nova vida, começa a fazer um curso de hotelaria, e consegue emprego em um hotel decadente no centro da cidade. Katie já está bem mais velha e quer se tornar DJ. Agora Rosie tem que aprender a viver com um salário ruim e sustentar uma filha adolescente mau-humorada, e ainda por cima, Brian Chorão aparece de repente querendo conhecer Katie e estragando os planos das duas de se mudarem para Boston e ter uma vida melhor.

Gostaria de poder contar mais da história, e provavelmente esqueci de algum detalhe crucial, mas é uma tarefa bem difícil falar sobre esse livro, pois tudo acontece muito rápido, em uma página Rosie tem 40 anos e na seguinte já está com 45.

Não vou falar que não gostei da história e não me apaixonei pelas personagens, mas não gostei da enrolação. Você fica o livro todo torcendo para que Rosie seja bem sucedida, mas toda hora alguma coisa dá errado, e não estou exagerando, toda vez que alguma coisa boa está prestes a acontecer, não acontece. A felicidade só aparece bem no finalzinho (nas últimas 10 paginas, sendo que tem no total 446 páginas) do livro, quando eu já estava perdendo as esperanças de que Rosie fosse fazer qualquer coisa legal da vida. Isso me tirou do sério, e várias vezes eu tinha vontade de parar de ler. Foi a primeira vez que eu estava lendo no ônibus e fechei o livro para observar a paisagem porque estava de saco cheio da história.

Por essa razão, gostei mais do filme. Adoro a Lily Collins que interpreta Rosie, e a história ficou reduzida, com menos personagens (por exemplo, Sally e Bethany, as namoradas de Alex no livro, viraram uma pessoa só no filme) e com menos rodeios. Sem contar que no filme eles são britânicos e têm aquele sotaque maravilhoso.

Deixo vocês com esse trailer apaixonante…

Beijos e até a próxima.Icone Carolina

Marilices Song’s – 10 Músicas Que Eu Ouvia Quando Era Adolescente

Olá pessoal!

24a79158e13dd761e3219bfa951328f2Ontem estava tão nostálgica que fiquei procurando as músicas que eu ouvia quando tinha meus 12/16 anos e achei muita coisa legal e outras beeeem vergonhosas hahahaha. Como gosto de pagar mico, resolvi compartilhar com vocês pois sei que muitos leitores tem minha idade e vão se identificar algumas.

As músicas não foram colocadas em ordem cronológica e vocês vão perceber que sempre fui beeem eclética hahaha.

1) Felipe Dylon – Musa do Verão

Que atire a primeira pedra quem nunca quis ser a Musa do Verão do Felipe Dylon. 😀

2) The Calling – Wherever You Will Go 

Aquela música que as menininhas choravam pelo amor não correspondido (inclusive eu) e ainda colocavam no subnick do MSN, porque com 12/13 não era essa pegação que é hoje.

3) Pink – Get The Party Started

Meu primeiro CD foi esse da Pink, eu ouvia loucamente e me achava muito maneira por isso, ó coitada hahaha.

4) Vanessa Carlton – A Thousand Miles

Terry Chews, te odeio por ter cantado essa música no filme “As Branquelas” pois agora é só sua cara que vem na mente quando ouço ela. Hahahahahaha ❤

5) Rammstein – Du Hast

Sim, eu ouvia Rammstein e gostava tanto que meu sonho era fazer alemão pra conseguir cantar certo. HAHAHA

6) Smash Mouth – All Star

Eu sempre tive o sonho de ir para a Disney e lembro que fazia listinhas das músicas que iria ouvir no avião com meu super Discman, uma delas é essa e a outra é a próxima.

7) Sugar Ray – Fly

Não tenho mais Discman e nunca fui para a Disney, todos choram.

8) Hoobastank – The Reason 

E que comecem as músicas depressivas.

9) Coheed And Cambria – Wake Up

Deixo ir lá pintar os olhos de preto…

10) The Cure – Pictures Of You

Sempre fui viciada em The Cure e essa é só uma das que eu ouvia.

E vocês ouviam o que? Me contem nos comentários.

Se quiserem posso gravar um vídeo contando mais 5 músicas que fizeram parte da minha adolescência.

Beijão e até a próxima!Icone Marilia

Marilices na Cozinha #04 – Crespinho de Milho

Olá pessoal, tudo bem?

0002-DSC_2188

No vídeo de hoje eu ensino vocês a fazerem um salgadinho chamado Crespinho de Milho. Eu como isso desde pequena e sempre foi o meu preferido, troco mil coxinhas por ele hahahaha. Apesar de gostar muito nunca feito e foi tão fácil que resolvi gravar pra vocês o passo a passo.

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=UWFmjranefo

Circulo Ingredientes 001

2 xícaras de farinha de trigo

1 lata de milho verde

1 cebola picada

2 ovos (2 gemas e 2 claras separadas)

500 ml de leite

Queijo mussarela cortado em cubos

Sal a gosto

Macarrão Cabelinho de Anjo triturado.

0003-DSC_2189Espero que gostem. Não esqueçam de tirar foto e postar no Instagram com a hashtag #marilicesnacozinha.

Beijos e até a próxima!Icone Marilia

 

Raf Simons e Adidas Spring/Summer 2016

Olá pessoal, tudo bem?

Não sei se todos sabem mas sou formada em Design de Moda e apesar da minha verdadeira paixão ser culinária, confesso que gosto de saber das novidades do mundo fashionista.

Se tem um item de moda que eu amo é tênis! Mas não gosto de qualquer um, quando vou comprar sempre tento procurar aqueles bem diferentes que quase ninguém tem ou que são parcerias feitas com estilistas/artistas famosos. Esta semana fiquei sabendo que o estilista Raf Simons fez novamente uma parceria com a Adidas para a Primavera/Verão 2016.

A Adidas tem feito parcerias com diversos artistas/marcas famosas como Pharrell, Mary Katrantzou, Farm, Raf Simons, entre outras. E a parceria com o Raf fez tanto sucesso que ano que vem vai ser lançada a nova coleção. Desta vez o modelo Stan Smith que foi muito usado em 1980 e 2010, esta todo metalizado e sem as famosas listras que a marca quase sempre utilizou. 12

Já as versões com velcro estão bem coloridas e possuem as listras. O velcro vai vir com tudo, não só nos tênis da Adidas como de outras marcas.

 

3

Ainda não tem nada concreto mas acredito que estes modelos não cheguem no Brasil e se chegarem vão vir com um preço beeeem absurdo devido aos nossos queridos impostos. Levando em conta o valor de um dos tênis do Raf Simons para Adidas da coleção passada, acredito que estes não saiam por menos de 400 doletas. Infelizmente este só vai ficar na vontade…

O que acharam dos modelos? Meu preferido é o cobre.

Beijão e até a próxima!Icone Marilia

 

 

Marilices Experimenta: KOBU – Piracicaba/SP

Olá pessoal, tudo bem?

Quem acompanha o blog faz tempo sabe que adoro conhecer restaurantes novos e mostrar aqui para vocês os que mais gosto. Pensando nisso, resolvi fazer uma série la no canal do YT (se inscrevam) aonde mostro em vídeo os restaurantes mais legais, assim vocês podem se sentir um pouco mais próximos.

Este primeiro vídeo fizemos sem muita pretensão por isso não esta como realmente quero, mas no próximo eu prometo mostrar melhor e com mais detalhes o ambiente e pratos.

Link do vídeo: https://youtu.be/5S4iRP4NS10 (Se clicar nele, irá direto para o YT aonde pode se inscrever no canal, curtir e comentar no vídeo.)

Eu já fui no KOBU e para os novos leitores que ainda não viram o post: https://marilices.com/2015/01/26/kobu-piracicabasp/

Apesar de não comer peixe cru, eu adoro os pratos fritos e mesmo tendo conhecido muitos lugares com culinária japonesa, o Kobu ainda continua sendo o nosso preferido. Os donos são muito atenciosos e fazem tudo com muito capricho e amor.

Se você quer comida japonesa com ingredientes frescos, de alta qualidade, ambiente temático e atendimento bom, o Kobu é o lugar!

Além do vídeo, o Gui também tirou algumas fotos dos pratos.

0004-GUI_6249Nós pedimos rodizio igual da outra vez e como sempre não nos arrependemos e comemos um monte! Mas desta vez tinha uma novidade, o Temakinho Frito, muuuuuito gostoso e ótimo para quem não curte peixe cru como eu.

0010-GUI_6260 0017-GUI_6276 0020-GUI_6283 0025-GUI_6297E por último ganhamos da Ma e do Kadu, essa banana flambada super deliciosa e lindíssima!

Estava tudo muito gostoso como sempre  e não vejo a hora de voltar novamente.

KOBU Sushi Restaurante

Rua Alferes José Caetano, 1410 – Centro – Piracicaba/SP

(19) 39272660

Facebook Kobu

Instagram: @kobusushi

Espero que tenham gostado desse novo tipo de post/vídeo. Se puderem dar sugestões é só deixar nos comentários.

Beijos e até a próxima!Icone Marilia